Petrobrás anuncia contratos, num valor de US$ 4,5 bilhões, para 8 plataformas

Construção de plantas visa a exploração de reservas do pré-sal

EFE,

20 de julho de 2012 | 01h29

SÃO PAULO - A Petrobrás aprovou, junto com seus parceiros BG Group, Petrogal Brasil e Repsol Sinopec, a assinatura de 10 contratos, no valor total de US$ 4,5 bilhões, que preveem a construção de plantas para a exploração de reservas do pré-sal, informou nesta quinta-feira, 19, a empresa.

 

Em comunicado, a companhia especificou que os contratos, que serão assinados nos próximos dias, preveem a construção e a integração de plantas de processamento para oito plataformas do tipo FPSO (Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Exportação de Petróleo e Gás).

 

De acordo com a versão, as plataformas estão sendo construídas nos blocos BM-S-9 e BM-S-11, localizados na Bacia de Santos, com o objetivo de explorar as reservas do pré-sal, jazidas localizadas à grande profundidade no Oceano Atlântico sob uma camada de sal que em alguns pontos alcança dois quilômetros de espessura.

 

Além disso, a empresa anunciou que o consórcio que explora o bloco BM-S-11, formado por Petrobrás, a britânica BG Group e a portuguesa Petrogal Brasil, optou por iniciar o processo de contratação de uma FPSO adicional. O bloco BM-S-9 é operado pela Petrobrás (45%), em associação com BG Group (30%) e Repsol Sinopec (25%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.