Petrobrás assina carta de intenções com FloaTEC para projeto

Empresa de Cingapura participa da licitação para a construção da primeira plataforma TLP no País

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

09 de outubro de 2009 | 09h57

A construtora de plataformas petrolíferas de Cingapura Keppel Corp disse, nesta sexta-feira, que sua unidade Keppel FELS e sua parceira de joint venture J. Ray McDermott assinaram uma carta de intenções com a Petrobrás e a Chevron para a construção de uma plataforma de petróleo no Brasil. "O contrato deve ser assinado em uma data posterior", disse a Keppel, em comunicado.

 

A Keppel FELS e a J. Ray McDermott formaram uma joint venture separada, chamada FloaTEC, e participam da licitação para a construção da plataforma P-61, num contrato estimado em US$ 1,1 bilhão.

 

O porta-voz da Keppel disse que a assinatura da carta de intenções não significa que a FloaTEC tenha vencido a licitação, mas representa apenas uma manifestação de interesse da Petrobrás em trabalhar com a FloaTEC uma vez que o projeto da P-61 tenha sido aprovado.

 

A P-61 deve se tornar a primeira Plataforma de Pernas Tensionadas (TLP, na sigla em inglês) instalada pela Petrobrás em um campo de petróleo marítimo no País.

 

As plataformas integradas, que incluem equipamentos de perfuração e produção, são vistas pela estatal como uma forma importante de reduzir os custos de desenvolvimento - especialmente na região do pré-sal. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásFloaTECplataforma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.