Petrobras assina intenção de afretamento de FPSO

A Petrobras informou nesta terça-feira, 29, que assinou carta de intenção com a Modec Inc. e a Schahin Petróleo e Gás para o afretamento de uma plataforma do tipo FPSO destinada ao projeto de desenvolvimento da produção da área de Carioca, localizada no bloco BM-S-9, no pré-sal da Bacia de Santos. A carta de intenção foi assinada por meio da afiliada Guará BV, segundo o comunicado da Petrobras.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

29 de outubro de 2013 | 18h05

Conforme a nota, o projeto prevê a interligação inicial de oito poços ao FPSO (unidade que produz, armazena e transfere óleo), sendo quatro produtores e quatro injetores, com flexibilidade para poços adicionais. A previsão é de que a área de Carioca comece a produzir em agosto de 2016.

A plataforma terá capacidade para processar até 100 mil barris de petróleo por dia (bpd) e 5 milhões de m³/dia de gás natural. O FPSO será operado pelas empresas responsáveis pela construção e afretado ao consórcio BM-S-9 pelo período de 20 anos. A previsão é de que o FPSO de Carioca seja entregue até junho de 2016.

O Consórcio BM-S-9 é operado pela Petrobras (45%), em parceria com a BG E&P Brasil Ltda. (30%) e a Repsol Sinopec Brasil S.A. (25%).

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasFPSOafretamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.