Petrobras coloca P-52 em operação na bacia de Campos

A plataforma P-52 da Petrobrascomeçou a produzir nesta sexta-feira 10 mil barris diários depetróleo no campo de Roncador, na bacia de Campos, após quatromeses de atraso, informou à Reuters o diretor de Exploração eProdução da estatal, Guilherme Estrella. A produção inicial é de 10 mil barris diários e acapacidade máxima de 180 mil barris diários será atingida em umperíodo de seis a oito meses. A próxima plataforma a entrar emoperação, com a mesma capacidade e no mesmo campo, a P-54, estáprevista para iniciar produção no dia 7 de dezembro. "As plataformas estão entrando, estamos numa curvaascendente de produção, tivemos atrasos, mas isso é comum naindústria", explicou Estrella à Reuters. Ele lembrou que recentemente a plataforma Cidade deVitória, com capacidade para 100 mil barris diários, tambémentrou em operação no campo de Golfinho, na bacia do EspíritoSanto, depois de alguns meses de atraso, mas que garante oaumento de produção no próximo ano. Para este ano, Estrella projeta crescimento na produção emtorno de 1 a 2 por cento, bem abaixo das estimativas iniciaisda empresa de incremento de 10 por cento no início do ano sobrea média de 1,78 milhão de barris diários em 2006. Além dos atrasos nas obras das plataformas, paradasprogramadas e alguns acidentes em unidades, a produção daPetrobras é afetada naturalmente pelo declínio natural daprodução, explicou Estrella, que gira em torno de 6 a 8 porcento anualmente. "O que nos dá segurança é que temos sistemas instalados eum grande número de plataformas está entrando em produção",afirmou. Em meados de 2008, o diretor prevê a entrada dasplataformas P-51 e P-53, nos campos de Marlim Sul e MarlimLeste, respectivamente, ambas na bacia de Campos, além daconexão da plataforma Cidade de Vitória ao campo de Canapu. "O campo de Camarupim, na área do campo de Golfinho, quetem gás, também entrará em operação", disse Estrella sem dardetalhes. (Edição de Marcelo Teixeira)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.