Petrobras congelará investimentos no exterior, afirma Gabrielle

Presidente da empresa diz que há muitas demandas no Brasil e que marco do pré-sal não afastará investimentos

Andrei Netto, de O Estado de S. Paulo,

17 de setembro de 2009 | 09h06

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou que a companhia irá priorizar investimentos no Brasil, devido ao potencial de exploração nas novas áreas na camada pré-sal. "Os investimentos internacionais estão congelados, porque a quantidade de oportunidades no Brasil é grande", disse nesta quinta-feira, 17, em encontro com investidores internacionais em Paris.

 

Veja também:

especialO novo marco regulatório do petróleo

especialO caminho até o pré-sal

especialMapa da exploração de petróleo e gás 

 

Gabrielli reiterou que o plano estratégico de investimentos para o período 2009-2013 está mantido em US$ 174 bilhões e não será reduzido.

 

Ainda segundo Gabrielli, o marco regulatório do pré-sal, que aguarda votação na Câmara dos Deputados, não afasta o investimento estrangeiro, "muito pelo contrário". O presidente da Petrobras reiterou que as áreas que já estão sob concessão não serão afetadas pela mudança de regras.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobraspré-sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.