Petrobras contrata R$2,9 bi em obras para refinaria de PE

A Petrobras fechou nesta quinta-feira contratos no valor de 2,9 bilhões de reais para construção da refinaria Abreu Lima, em Pernambuco, unidade que poderá ter a parceria da venezuelana

REUTERS

19 de março de 2009 | 18h21

PDVSA.

As duas empresas discutem sobre o preço do petróleo que será pago à PDVSA para ser processado na refinaria e a possível entrada da estatal venezuelana no mercado de distribuição no Nordeste do Brasil.

Segundo comunicado da Petrobras nesta quinta-feira, as empresas de engenharia EIT e Engevix serão responsáveis pela construção de edificações como prédio administrativo, oficinas de manutenção e inspeção de equipamentos, almoxarifados, laboratório de qualidade de produtos, etc. O contrato foi da ordem de 591,3 milhões de reais, e o prazo para conclusão foi estipulado em 638 dias.

Outros dois contratos foram fechados para a construção de tanques de armazenamento, sendo um lote no valor de 527,5 milhões de reais, e prazo de 1.115 dias para construção. O outro contrato, de 730,7 milhões de reais, terá 1.145 dias para ser concluído.

Os equipamentos elétricos das subestações da refinaria e de assistência técnica em todas as etapas da implantação fazem parte do contrato global de elétrica, que foi assinado com a empresa Orteng, no valor de 269,5 milhões de reais.

A Estação de Tratamento de Água, ao custo de 774 milhões de reais, ficará a cargo das empresas Enfil e Veolia.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASREFINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.