Petrobras corrige: teste é o 5º no pré-sal de Campos

A Petrobras corrigiu informação divulgada hoje pela manhã, referente à área de Brava. Segundo a companhia, o teste de longa duração (TLD) no local representa a quinta produção no pré-sal da Bacia de Campos, e não a terceira, como divulgado anteriormente. Segue a nota corrigida:

AE, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h51

A Petrobras informa que iniciou ontem o teste de longa duração (TLD) da área de Brava, no pré-sal da Bacia de Campos, na área da concessão de produção do campo de Marlim, localizado a 170 quilômetros da cidade de Macaé (RJ).

O teste, com duração estimada de dois anos e produção diária de 6 mil barris de óleo por dia, está sendo realizado pelo poço 6-MRL-199-RJS, interligado à plataforma P-27, sem a necessidade de unidade de produção adicional. Segundo a estatal, este é o quinto reservatório a produzir petróleo no pré-sal da Bacia de Campos. O primeiro foi no campo de Jubarte, em setembro de 2008, e o segundo, o reservatório do campo de Baleia Franca, em julho do ano passado. A companhia também iniciou TLD em Carimbé, na concessão do campo de Caratinga, em dezembro de 2010; e em fevereiro deste ano, o TLD do reservatório de Tracajá, na concessão do campo de Marlim Leste.

De acordo com a Petrobras, o TLD em Brava permitirá que a empresa obtenha mais informações sobre as características do reservatório, que darão subsídios para a elaboração do projeto definitivo de desenvolvimento da produção. "Esses dados serão importantes, também, para o estudo das características de novos poços nos campos de Marlim e Voador", informa a companhia.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoPetrobrastestepré-salBrava

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.