Petrobras detalha programa de eficiência operacional

A Petrobras detalhou nesta segunda-feira o seu programa de aumento de eficiência operacional da Bacia de Campos, incluído no plano de negócios da empresa, sob a gestão da presidente Graça Foster. O nível de eficiência da Bacia de Campos caiu de 88%, em 2009, para 71%, em 2011. A intenção é partir de 74% em 2012 e alcançar 76%, em 2013; 81%, em 2014; até alcançar 90%, em 2016. Para isso, a empresa planeja despesa de US$ 5,6 bilhões.

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

30 de julho de 2012 | 14h58

"Não existe 100% de eficiência. Sempre há alguma instalação em manutenção. O limite seria na ordem de 95%. O programa tem como objetivo a contínua melhoria dos sistemas de produção", afirmou a gerente executiva de Engenharia da Produção da Petrobras, Solange Guedes.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobraseficiência operacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.