Petrobrás deve decidir plano para refinaria de Okinawa em 2011

Estatal suspendeu projeto de modernização após o início da crise financeira global, em 2008 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de outubro de 2010 | 09h03

A Petrobrás provavelmente decidirá no próximo ano se vai retomar seu plano para modernizar a refinaria Nishihara, na ilha japonesa de Okinawa, de acordo com um executivo da companhia. A estatal suspendeu o plano após o início da crise financeira global, em 2008.

Originalmente, a Petrobrás estudava um plano para processar petróleo bruto do Brasil e de outros locais em Okinawa e vender os produtos principalmente para a China, tirando vantagem da proximidade geográfica.

O executivo não quis falar sobre os recentes detalhes do plano. A refinaria Nishihara tem capacidade de processamento de petróleo bruto de 100 mil barris por dia. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.