Petrobras diz que é indiferente a quem paga royalties

O diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, evitou hoje entrar na polêmica sobre a redivisão dos royalties de petróleo no Brasil, aprovada ontem no Senado Federal. "A Petrobras é isenta da questão dos royalties. Qualquer que seja a distribuição é uma questão entre as partes. Nós pagamos o devido. Desde que não ocorram alterações em nossos contratos já assinados, não faz diferença para quem vão os royalties."

KELLY LIMA, Agencia Estado

20 de outubro de 2011 | 11h44

Barbassa também evitou comentar sobre outras cláusulas excluídas do novo projeto de lei, como o limite de tributação para as empresas em 40% e a possibilidade de formação de joint venture entre empresas privadas e a União. "Não vou fazer comentários sobre algo que nem existe mais. Não temos qualquer problema com o novo projeto, porque não mexe com contratos atuais", disse, após participar de evento de resseguros realizado no Rio de Janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
royaltiesPetrobrasBarbassa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.