Petrobras e Repsol encontram mais petróleo no BM-S-7

A Petrobras informou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que encontrou mais indícios de petróleo no bloco BM-S-7, em águas rasas da bacia de Santos, cuja comercialidade foi declarada em abril deste ano.

REUTERS

17 de setembro de 2009 | 13h28

O óleo foi encontrado a 200 metros da lâmina d'água e dará à estatal mais informações sobre o sistema a ser implantado no local, como já previa a companhia na época da divulgação da comercialidade da área, após perfuração do poço 6-BRSA-661-SPS onde foram encontrados indícios de óleo leve.

O BM-S-7 foi adquirido na segunda rodada de licitações da ANP, em 2000, por consórcio formado pela Petrobras, como operadora com 67 por cento, e pela Repsol, com 37 por cento.

Batizado de Piracucá após a declaração de comercialidade-- como ocorre com todos os blocos da Petrobras, que recebem nome de peixe somente após se mostrarem viáveis comercialmente -- o bloco está localizado no litoral do Estado de São Paulo, a aproximadamente 200 quilômetros da cidade de Santos.

As reservas estimadas para a jazida em janeiro eram de 550 milhões de barris de óleo equivalente.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.