Petrobras e São Martinho vão produzir etanol de sorgo

A Nova Fronteira Bioenergia, joint venture (associação) entre o grupo sucroalcooleiro São Martinho e a Petrobras Biocombustível, iniciou o plantio de sorgo para produção de etanol em Goiás. ?O objetivo é complementar a produção de etanol de cana-de-açúcar e elevar o período da safra anual em cerca de 45 dias?, diz o diretor de operação da Nova Fronteira, Agenor Cunha Pavan.

EDUARDO MAGOSSI, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h53

Segundo ele, a produção de etanol de sorgo será realizada no período de entressafra da cana-de-açúcar, não competindo com a área plantada com cana. ?Vamos ofertar mais etanol dentro da mesma safra, com o produto feito de sorgo e de cana?, diz. A previsão é de que, em três anos, a oferta de etanol de sorgo da Nova Fronteira atinja 28 milhões de litros por safra, com o plantio de uma área em torno de 7 mil hectares. A produção da safra 2011/2012 já começa, em fase experimental, na próxima semana.

A Usina Boa Vista, da Nova Fronteira, localizada em Quirinópolis, Goiás, e base da joint venture entre São Martinho e Petrobras Biocombustível, está em fase de expansão de sua área plantada com cana-de-açúcar. ?Possuímos ainda uma grande área de pastagens onde vamos cultivar o sorgo neste momento?, disse.

Tudo o que sabemos sobre:
etanolPetrobrasSão Martinhosorgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.