Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Petrobrás eleva em 7% preço do gás natural para distribuidoras a partir de agosto

Preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, observa a estatal, mas também pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais

Fabiana Holtz, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2021 | 20h18

A Petrobrás informou nesta terça-feira, 6, que ajustará a partir de 1º de agosto em 7% os preços de venda de gás natural para as distribuidoras em R$/m³, de acordo com os contratos em vigor. Segundo a empresa o aumento se deve as fórmulas negociadas nos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio.

O cálculo, acrescenta a empresa em comunicado ao mercado, considerou como referência a cotação dos meses de abril, maio e junho. Durante esse período, o petróleo subiu 13% e o real valorizou aproximadamente 4% em relação ao dólar. O ajuste dos contratos são trimestrais, acrescenta a estatal.

O preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, observa a estatal, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais. Aliado a isso, o processo de aprovação das tarifas é realizado pelas agências reguladoras estaduais, conforme legislação e regulação específicas.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrásgáspetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.