Petrobras envia mais gás a distribuidora no Rio após liminar

A Petrobras informou nestaquarta-feira que normalizou o abastecimento à distribuidora degás natural do Rio de Janeiro, Ceg, após determinação daJustiça. O fornecimento para São Paulo continua reduzido, informou aassessoria da estatal. A Petrobras havia cortado na terça-feira parte do gás queestava enviando às distribuidoras Ceg, Ceg-Rio e Comgás,distribuidora de São Paulo, para atender a compromisso com aAneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) de garantir ofornecimento para operação de termelétricas. A Petrobras também alegou que estava fornecendo mais gás doque os contratos com as distribuidoras determinavam e quedecidiu apenas reduzir o volume ao estipulado nos documentos. Diariamente, a Ceg fornece aos seus clientes 7,57 milhõesde metros cúbicos de gás que recebe da Petrobras. A estatalcortou 1,3 milhão de metros cúbicos desse total, prejudicando oabastecimento do Estado. "A Petrobras está regularizando o envio e à medida que istovai ocorrendo os problemas devem acabar, mas é gradativo",disse a assessoria da Ceg sem saber estimar quando o mercadoficará normalizado. Com o corte de fornecimento de terça-feira, filas seformaram em postos que vendem Gás Natural Veicular (GNV) no Riode Janeiro. Indústrias também foram prejudicadas. A Petrobras informou, no entanto, que está analisando adeterminação da Justiça e poderá recorrer da decisão.

DENISE LUNA, REUTERS

31 de outubro de 2007 | 12h18

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASGAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.