Petrobras planeja inaugurar portos e aeroportos até 2016

Para dar suporte às operações do pré-sal, a Petrobras pretende inaugurar três novos portos e três aeroportos entre 2014 e 2016, disse hoje o gerente geral de Exploração e Produção da companhia, Ricardo Albuquerque Araújo, em palestra na Rio Oil & Gas. Pelo cronograma da companhia, em 2014 serão inaugurados o aeroporto New São Tomé (RJ) e o porto de Ubu (ES). No ano seguinte, a expectativa é de que entrem em operação um aeroporto e um porto em Santos (SP). Em 2016, deverão ser inaugurados um aeroporto em Itaguaí (RJ) e um porto em Itajaí (SC).

KELLY LIMA, Agencia Estado

16 de setembro de 2010 | 12h00

"A perspectiva de crescimento da logística da Petrobras nos próximos cinco anos é de 100%", afirmou Araújo, destacando que a logística tem que acompanhar o ritmo de crescimento da produção, que vai passar dos atuais 2,7 milhões de barris por dia para 5,3 milhões em 2020, o que representa um aumento de 7,1% a cada ano.

Araújo comentou ainda que, para deslocar funcionários e equipamentos para as operações no pré-sal da Bacia de Santos - que está a 300 quilômetros da costa -, a companhia vai apostar no uso de "hubs logísticos", que funcionam como centros de distribuição. "Isso vai melhorar as condições de segurança nas plataformas e reduzir os custos de operação."

Segundo ele, o número de passageiros transportados anualmente pela companhia vai passar de 800 mil para 1 milhão até 2016, enquanto o volume de carga vai subir de 400 mil toneladas por ano para 1 milhão até 2020.

Para dar conta desta movimentação, a Petrobras vai dobrar o número de embarcações em operação para 400 até 2017. "Nós já temos uma logística preparada para atender às demandas do pré-sal, mas precisamos continuar investindo em tecnologias e ampliação do sistema para acompanhar o crescimento da produção nas próximas décadas", reforçou Araújo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.