Petrobras: poço tem mais de 400 metros de espessura

O gerente-executivo do Pré-Sal na área de Exploração e Produção da Petrobras, Carlos Tadeu Fraga, afirmou nesta quarta-feira (19) que o poço Franco SW, cuja conclusão de perfuração foi anunciada hoje pela estatal, tem 400 metros de espessura com óleo de boa qualidade. Fraga lembra que o campo de Marlim, que sempre foi referência no mercado, tem colunas de 100 a 200 metros, já considerado um resultado "fantástico". Segundo Fraga, é possível que esta seja a coluna de maior espessura do pré-sal brasileiro. "Se não é a maior, está entre as maiores. Talvez seja a maior".

SABRINA VALLE, Agencia Estado

19 de setembro de 2012 | 20h17

"É um resultado muito expressivo, com óleo de excelente qualidade, um reservatório excelente, confirmando os resultados obtidos nas perfurações anteriores", disse a jornalistas na Rio Oil & Gas.

A Petrobras informou hoje ter concluído a perfuração do quarto poço na cessão onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. A descoberta de petróleo já foi preliminarmente anunciada em 21 de agosto de 2012, quando o poço ainda estava sendo perfurado, na profundidade de 5.656 metros. Denominado 3-BRSA-1053-RJS (3-RJS-699), o poço é informalmente conhecido como Franco SW.

Fraga também informou que o campo de Baleia Azul, no pré-sal da Bacia de Campos, está com produção atual de 20 mil barris por dia, com apenas um poço em produção. Este é o primeiro poço já interligado de um total de sete que serão interligados nos próximos meses, disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobraspré-sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.