Petrobras pode ter usina de biodiesel com triplo da capacidade

Produção da nova usina alcança o triplo da capacidade das 3 usinas que entram em operação até agosto

Nielmar de Oliveira , Agência Brasil

31 de julho de 2008 | 14h59

A Petrobras Biocombustível já estuda a construção de uma nova unidade com capacidade de produzir cerca de 300 milhões de litros por ano, volume que chega a ser quase o dobro da produção prevista para as três usinas que entram em operação até o final de agosto, com produção total de 171 milhões de litros de biodiesel por ano.   A informação foi dada com exclusividade à Agência Brasil pelo presidente da subsidiária, Alan Kardec. Segundo ele, as três primeiras unidades - Candeias (BA), com capacidade de produção de 57 milhões de litros por ano e já em operação; Montes Claros (MG) e Quixadá (CE), ambas com a mesma capacidade de produção - foram as únicas com volume de produção relativamente pequeno em comparação às demais. "Nós trabalhamos para chegar a 2012 produzindo quase 1 bilhão de litros de biodiesel por ano. Esse é um volume significativo e ambicioso. Por isso mesmo, estamos estudando a construção de unidades maiores. Inclusive já há em estudo a construção de uma quarta unidade com capacidade para produzir cerca de 300 milhões de litros por ano. Seguramente não haverá, portanto, mais unidades de produção com a capacidade dessas três primeiras que entrarão em operação até agosto".   As três unidades que a Petrobras ativará até o final de agosto exigirão investimentos de R$ 295 milhões e com previsão de gerar trabalho e renda para 55 mil agricultores familiares, contratados para fornecer a matéria-prima.   A usina em Candeias, considerada "um marco na história da Petrobras", foi inaugurada na terça-feira (29) e é o primeiro passo para levar a estatal a se tornar o maio produtor nacional do biocumbustíveis.

Tudo o que sabemos sobre:
petrobrasbiocombustivel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.