Petrobrás prolonga prazo para PDVSA pagar parte de construção de refinaria

Companhia venezuelana deve pagar 40% dos gastos que a estatal brasileira teve até agora  com a construção da  refinaria Abreu e Lima; prazo vencia hoje

Sergio Torres, da Agência Estado,

30 de novembro de 2011 | 19h39

A Petrobrás informou nesta quarta-feira, 30, em atendimento à "solicitação proposta" pela petroleira venezuelana PDVSA, concordou em prorrogar por 60 dias o final dos entendimentos para a efeitivação da sociedade responsável pela construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Na data de hoje vencia o prazo dado pela estatal brasileira para que a PDVSA pagasse o equivalente a 40% dos gastos que teve até agora na obra da refinaria, prevista para operar a partir de 2013.

De acordo com nota da Petrobrás, "a PDVSA vem executando ações para a formalização de garantias junto ao BNDES, em respaldo às suas futuras obrigações no contrato de financiamento".

"Neste sentido, a Petrobrás concordou com a solicitação proposta pela PDVSA, estendendo, a partir de hoje, por 60 dias, o prazo para concluir as atividades em andamento", finaliza a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
abreu e limapetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.