Nick Oxford/Reuters
Nick Oxford/Reuters

Petroleira alemã Wintershall Dea encerra atividades no Brasil

Empresa alemã tem foco em gás natural e possuía nove licenças exploratórias no País; decisão foi tomada após análise dos negócios globais e da estratégia de longo prazo da companhia

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2022 | 18h55

A petroleira alemã com foco em gás natural Wintershall Dea decidiu encerrar todas as suas operações no Brasil e fechar o atual escritório no Rio de Janeiro, informou a empresa nesta segunda-feira, 17. A companhia possui um total de nove licenças exploratórias, distribuídas pelas bacias Potiguar, Ceará, Campos e Santos, que foram concedidas à empresa em rodadas de licitações em 2018 e 2019.

"A decisão é o resultado de uma análise muito minuciosa de nosso portfólio global e avaliação de projetos individuais e como eles se encaixam em nossa estratégia de longo prazo", disse Thilo Wieland, membro do conselho da Wintershall Dea e responsável pelas regiões Rússia, América Latina e Transportes. Na América Latina, a empresa está também na Argentina.

O gás natural representa 70% do portfólio da Wintershall Dea, que também produz petróleo, com foco em regiões selecionadas e projetos alinhados com as metas climáticas da companhia. A empresa informou ainda que não tem compromissos mínimos de trabalho remanescentes nas licenças ou outras obrigações financeiras relevantes no Brasil. "Agradecemos muito as boas relações que construímos ao longo dos anos com nossos parceiros de negócios e as autoridades no Brasil e trabalharemos de forma construtiva com eles para garantir uma transição tranquila", concluiu Wieland.

Tudo o que sabemos sobre:
petroleirogásAlemanha [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.