Petróleo e previsões de resultados derrubam bolsas dos EUA

As bolsas norte-americanas afundaramnesta terça-feira já que os preços do petróleo se aproximaramde 120 dólares por barril e alimentaram preocupações cominflação e gastos do consumidor. Uma série de previsões pessimistas de resultadoscorporativos piorou ainda mais o clima. O índice Dow Jones teve baixa de 0,82 por cento, a 12.720pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 0,88 por cento, a 1.375pontos. O Nasdaq retrocedeu 1,29 por cento, a 2.376 pontos. As ações de companhias aéreas foram particularmenteatingidas, com o índice do setor caindo 12,4 por cento, nívelrecorde de baixa, com os preços do petróleo elevando os custosdos combustíveis de aviões para um recorde de alta. A Texas Instrument aumentou os temores com a perspectivaeconômica alertando sobre uma fraca demanda por telefonescelulares. Resultados inconsistentes durante a temporada de divulgaçãomanteve os temores com a economia. Enquanto as multinacionaiscom fortes vendas no exterior se saíram bem, empresas focadasno mercado doméstico mostraram problemas. O petróleo "não fez nada além de subir, e obviamente,impediu qualquer tipo de recuperação econômica, mas depois deum certo ponto no tempo, os consumidores terão de simplesmenteparar de gastar", disse Angel Mata, diretor gerente de açõeslistadas do Stifel Nicolaus Capital Markets.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.