Petróleo EUA tem alta por expectativa de estímulo e dólar fraco

Os futuros do petróleo dos Estados Unidos subiram mais de 1 por cento nesta quinta-feira, uma vez que os comentários da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, sinalizando apoio aos esforços do Banco Central Europeu no combate da crise na zona do euro elevaram ações, e pressionaram o dólar e as esperanças do Fed (Banco Central norte-americano) de lançar mais uma rodada de estímulos.

Reuters

16 de agosto de 2012 | 16h24

O contrato setembro do petróleo dos EUA teve alta de 1,27 dólar, para fechar a 95,60 dólares por barril, após atingir 95,75 dólares.

O petróleo manteve grande parte de seus ganhos após notícias de que a Casa Branca iria "desengavetar antigos planos" de uma possível liberação de reservas estratégicas de petróleo, a fim de atenuar a alta dos preços da gasolina.

(Reportagem de Robert Gibbons)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAFECHAPETROLEO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.