Petrosal é modelo para estatal de fertilizantes, diz Stephanes

Segundo ministro da Agricultura, estatal coodernará segmento no País

Célia Froufe, da Agência Estado,

24 de fevereiro de 2010 | 17h08

A empresa que o governo pretende criar para tornar o Brasil autossuficiente em fertilizantes terá como modelo a Petrosal, estatal que vai gerir os contratos para a comercialização de petróleo e gás natural da União. A informação foi dada nesta quarta-feira, 24, pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, ao deixar a cerimônia de lançamento do Projeto Biomas, da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

 

"A instituição a ser criada não vai produzir. Ela não será uma executora", enfatizou. Na terça, Stephanes e o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, confirmaram que estão adiantados os estudos para a criação da estatal de fertilizantes.

 

O ministro da Agricultura também disse que a comercialização dos produtos continuará nas mãos do mercado, como acontece hoje. "Apesar de não atuar nestas áreas, esta instituição poderá indicar empresas mistas participantes do processo", disse.

 

Na avaliação de Stephanes, o Brasil demorou para "acordar" em relação à atualização do Código Mineral. "O nosso código tem quase meio século e é voltado para ouro, diamante...", declarou. Com a criação da estatal para coordenar o segmento de fertilizantes, o assunto poderá avançar mais rapidamente que as discussões envolvendo a reelaboração do Código Mineral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.