Pfizer desiste de comprar a britânica AstraZeneca

A Pfizer anunciou nesta segunda-feira, 26, oficialmente sua desistência de adquirir a AstraZeneca, pondo fim a uma ofensiva iniciada há um mês que, se tivesse sido bem-sucedida, teria dado origem a um gigante do setor farmacêutico.

Agencia Estado

26 de maio de 2014 | 12h45

Em comunicado, a Pfizer disse que não pretende fazer nova oferta pela companhia britânica. "Continuamos acreditando que nossa proposta final era atraente e representava o valor total da AstraZeneca, com base em informações que estavam disponíveis", disse Ian Read, presidente do conselho e executivo-chefe da empresa norte-americana.

A decisão veio pouco mais de uma semana após a Pfizer apresentar sua oferta final pela AstraZeneca, que foi avaliada em cerca de US$ 120 bilhões, ou 55 libras por ação (US$ 92,48), com o pagamento em dinheiro representando 45% do total. A última proposta ficou acima da oferta inicial, de 53,50 libras por ação, mas abaixo do valor de 58,85 libras que a AstraZeneca dizia ser necessário para garantir a recomendação do conselho. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
farmacêuticoPfizerAstraZeneca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.