Pfizer vai comprar rival Wyeth por US$68 bilhões

A Pfizer, maior farmacêutica do mundo, informou nesta segunda-feira que vai comprar a rival norte-americana Wyeth por cerca de 68 bilhões de dólares para diversificar suas fontes de receita. A companhia, que levantou 22,5 bilhões de dólares em dívida de um consórcio de bancos para financiar o acordo, também reduziu dividendos. O acordo ajuda a Pfizer a lidar com um importante buraco de receita em 2011, quando a droga para tratamento de colesterol Liptor começará a enfrentar concorrência de versões genéricas norte-americanas. No próximo ano, a Wyeth vai perder a proteção de patente sobre seu principal medicamento, o antidepressivo Effexor XR. Para cada ação da Wyeth, a Pfizer pagará 50,19 dólares, dos quais 33 dólares em dinheiro e 0,985 ação de sua emissão. Baseado no volume de 1,33 bilhão de ações de Wyeth em circulação em 31 de outubro, o acordo pode ser avaliado em cerca de 66,8 bilhões de dólares. Incluindo as opções de ações da Wyeth, a operação gira em torno dos 68 bilhões de dólares, informaram fontes. O valor de 50,19 dólares por ação representa um prêmio de 15 por cento sobre o fechamento da ação da Wyeth na sexta-feira, a 43,74 dólares. A operação deve gerar à Pfizer economias de custos de 4 bilhões de dólares no terceiro ano após a conclusão. RESULTADO A Pfizer divulgou ainda nesta segunda-feira que teve um lucro líquido menor no quarto trimestre, atingido por custos maiores com impostos e encargos relacionados a iniciativas de redução de custos e acordo em uma investigação promovida por autoridades norte-americanas. A companhia informou que teve lucro de 266 milhões de dólares, ou 0,04 dólar por ação, ante ganho de 2,72 bilhões de dólares, ou 0,40 dólar por ação, um ano antes. Excluindo itens extraordinários, a Pfizer teve lucro de 0,65 dólar por ação, alta ante o ganho de 0,50 dólar um ano antes. A receita no trimestre caiu 4 por cento, para 12,35 bilhões de dólares. (Por Edward Tobin, Euan Rocha e Rasdell Pierson)

REUTERS

26 de janeiro de 2009 | 10h20

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASPFIZERCOMPRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.