Pico de produção no campo de Lula deverá ser atingido em 2012

Petrobrás também prevê que a produção diária em toda a região do pré-sal alcançará, em 2015, 543 mil barris de óleo equivalente

André Magnabosco, da Agência Estado,

26 de julho de 2011 | 13h40

SÃO PAULO - A produção da Petrobrás no campo de Lula deverá atingir o patamar máximo ao longo de 2012, revelou nesta quarta-feira o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da estatal Almir Barbassa. Lula, conhecido inicialmente como Tupi, foi o primeiro poço a produzir comercialmente no pré-sal da Bacia de Santos. Em maio, o poço 9-RJS-660, em Lula, registrou o maior volume de produção da companhia, alcançando uma produção média de 28.436 barris de óleo por dia (bpd).

A Petrobrás prevê que a produção diária em toda a região do pré-sal deverá alcançar 543 mil barris de óleo equivalente (boe) em 2015 e 1,148 milhão de boe em 2020. Com isso, a participação do pré-sal na produção total de petróleo da Petrobras saltará dos atuais 2% em 2011 para 18% em 2015 e 40,5% em 2020. No período entre 2011 e 2015 serão realizados 13 testes de longa duração (TLD) no pré-sal, projeta a companhia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.