Plano começa a tirar a Air France-KLM do vermelho

A companhia aérea franco-holandesa, Air France-KLM, anunciou nesta sexta-feira que o plano de eficiência começa a tirar a companhia do vermelho, mas considerou que é preciso tomar novas medidas duras para lidar com as operações de carga mal aproveitadas. A Air France-KLM afirmou que o plano de recuperação, introduzido há mais de um ano, tem ajudado a diminuir os prejuízos operacionais até agora e prevê que a melhora continuará no segundo semestre.

AE, Agencia Estado

26 de julho de 2013 | 07h45

"Nossos resultados têm melhorado trimestre a trimestre, apesar da conjuntura econômica persistentemente difícil", disse o CEO da companhia, Alexandre de Juniac. "No entanto, as receitas permanecem abaixo da meta e a recuperação das operações de carga estão levando mais tempo do que o esperado", acrescentou. A reviravolta da Air France-KLM foi aparente no segundo trimestre deste ano. O prejuízo líquido da companhia aérea grupo encolheu para 163 milhões de euros (US$ 216 milhões) ante 897 milhões de euros no mesmo período do ano passado. "Estamos no caminho certo", disse.

De acordo com o documento, o melhor desempenho teve contribuição da redução de 7,7% dos gastos com combustível e a redução de 0,6% de pessoal. Entre abril e junho, a receita subiu 0,6%, para 5,16 bilhões de euros. A companhia registrou um lucro operacional de 79 milhões de euros. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Air France-KLMcompanhia aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.