Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Plano da Foxconn de produzir iPads no Brasil é incerto, diz agência

Inicialmente, os iPads, da Apple, começariam a ser produzidos no Brasil em julho, depois novembro e agora não está claro se o projeto vai sequer começar

Agência Estado,

29 de setembro de 2011 | 17h52

O plano da empresa taiwanesa Foxconn de investir US$ 12 bilhões para produzir iPads no Brasil está sendo colocado em dúvida por causa de questões fiscais e trabalhistas, segundo reportagem da agência Reuters, citando fontes do governo brasileiro.

Inicialmente, os iPads, da Apple, começariam a ser produzidos no Brasil em julho, depois a data passou para o mês de novembro e agora não está claro se o projeto vai sequer começar, pelo menos na forma como foi originalmente previsto, disseram as autoridades à Reuters.

"As negociações estão muito difíceis, e o projeto de iPads produzidos no Brasil é incerto", disse uma autoridade, de acordo com a agência. "(A Foxconn) está fazendo demandas malucas" de incentivos fiscais e outros tratamentos especiais, afirmou.

Nenhum representante da Foxconn no Brasil ligou de volta para falar sobre o assunto, disse a Reuters.

As informações são da Dow Jones. (Renan Carreira)

Tudo o que sabemos sobre:
iPadFoxconntecnologiatablets

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.