Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Porsche é forçada a oferecer US$3,9 bi por Scania

A Porsche fez uma oferta obrigatória de compra da Scania nesta segunda-feira, seguindo normas de mercado, mas reiterou que não tem interesse na aquisição da fabricante sueca de caminhões pesados. A Porsche precisou fazer a oferta por ordem de reguladores suecos depois que aumentou sua participação na principal acionista da Scania, a Volkswagen, para acima de 50 por cento no início deste mês. A operação deu controle indireto da montadora à empresa. A Porsche já informou que não tem interesse estratégico na Scania e não está interessada na compra das ações. A companhia fez uma oferta abaixo do valor do fechamento das ações da Scania na sexta-feira, avaliando a fabricante de caminhões em 31,6 bilhões de coroas suecas (3,9 bilhões de dólares). "Parece improvável que o mercado vai levar como positivo uma oferta abaixo do fechamento dos níveis de sexta-feira, então isso deve ser visto como atendimento de regras da oferta", disse Carl Holmquist, do Danske Bank. "A Porsche quer deixar claro que a oferta não foi feita de modo voluntário", informou a empresa em comunicado. "A Porsche não tem interesse em comprar qualquer ação da Scania. A Porsche não vai adquirir qualquer ação da Scania fora da oferta. A Porsche não tem planos para as operações futuras da Scania."

NIKLAS POLLARD E JOHANNES HELLSTROM, REUTERS

19 de janeiro de 2009 | 09h18

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSPORSCHESCANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.