Werther Santana/Estadao
Werther Santana/Estadao

Porto Seguro encerra operadora virtual e transfere clientes à TIM

A migração vai alcançar 500 mil linhas, conforme acordo acertado na quarta-feira, 3, entre as companhias

O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2018 | 04h00

A Porto Seguro firmou um compromisso de cooperação com a TIM para a migração de clientes de voz e dados da Porto Seguro Conecta, além de serviços de “maquininhas” de cartão de débito e crédito. Segundo o comunicado, a companhia diz que encerrará as atividades no segmento, que tinham sido iniciadas em agosto de 2013.

“A TIM proporcionará aos clientes migrados ofertas de voz e dados equivalentes ou melhores e manutenção dos benefícios, bem como dos serviços de atendimento atuais”, acrescentou o comunicado. A operação será finalizada após ser avaliada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A migração vai alcançar 500 mil linhas, conforme acordo acertado na quarta-feira, 3, entre as companhias. A maioria das linhas que migrarão da Porto Seguro Conecta para a TIM são “maquininhas”, e não clientes tradicionais de voz e dados.

A Porto Seguro Conecta tem uma base de 675,9 mil linhas, das quais 560,9 mil são contabilizados como serviços máquina a máquina (M2M), segundo a consultoria Teleco. O M2M permite a comunicação entre aparelhos, como as maquininhas de cartão de crédito e débito. Já a base restante, de 115 mil linhas, é na maioria clientes de voz e dados, cuja receita média é maior em comparação à atividade principal. Esses clientes podem escolher ficar na TIM ou seguir para outra companhia.

Apesar do acréscimo positivo na base da TIM, esses números não são tão relevantes na carteira total de clientes de linhas móveis da companhia, que era de 56,6 milhões até o fim de junho, segundo seu mais recente balanço. Além disso, a Porto Seguro Conecta, que é uma operadora virtual, já operava utilizando a infraestrutura de rede da TIM. CIRCE BONATELLI, ALINE BRONZATI e RODRIGO PETRY

Mais conteúdo sobre:
TIM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.