Francisco Seco/AP
Francisco Seco/AP

Portugal aprova venda da TAP a consórcio formado por fundador da Azul

Consórcio formado pelos empresários David Neeleman e Humberto Pedrosa venceu em junho o leilão de privatização de 61% da TAP

Reuters

02 de outubro de 2015 | 12h06

LISBOA - A Autoridade da Concorrência de Portugal aprovou a venda da companhia aérea portuguesa TAP para o consórcio Atlantic Gateway, que tem entre os integrantes o fundador da companhia aérea brasileira Azul.

A aprovação ocorreu depois que o governo português anunciou em 11 de junho que o consórcio, formado pelo empresário David Neeleman, de nacionalidade brasileira e norte-americana, com o presidente da transportadora portuguesa Barraqueiro, Humberto Pedrosa, venceu o leilão de privatização de 61% da TAP.

"A Autoridade decidiu não se opor à operação por considerar que dela não resultarão entraves significativos à concorrência efetiva nos mercados relevantes identificados", disse o órgão de defesa da concorrência de Portugal.

Mais conteúdo sobre:
economianegóciosazultap

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.