Portugal decide vender 66% da companhia aérea TAP

O governo português decidiu vender até 66 por cento da companhia aérea TAP, em um relançamento da privatização da empresa, afirmou o secretário de Estado para Transportes, Sérgio Monteiro, nesta quinta-feira.

REUTERS

13 de novembro de 2014 | 12h58

Cinco por cento da companhia aérea ficará reservado para trabalhadores e o governo manterá fatia de 34 por cento na empresa, além de opção para vender essa participação remanescente dentro de dois anos após a privatização.

Monteiro afirmou que não há prazo definido para a venda.

O ministro da Economia, Antonio Pires de Lima, tem afirmado que há vários potenciais compradores interessados na TAP. Em 2012, o governo rejeitou a única oferta válida feita pelo empresário latino-americano German Efromovich, dono da companhia aérea AviancaTaca.

(Por Sergio Gonçalves e Daniel Alvarenga)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASPORTUGALTAP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.