Portuguesa Galp tem lucro 18% maior no 3º trimestre

A petroleira portuguesa Galp, parceira da Petrobras no Brasil, afirmou que seu lucro líquido ajustado subiu 18% no terceiro trimestre, devido ao aumento das margens de refino e da produção de petróleo e gás. Às 8h40 (horário de Brasília), as ações da Galp subiam 1,62% na Bolsa de Lisboa.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

28 de outubro de 2010 | 13h08

O lucro líquido ajustado ao custo de reposição aumentou para 93 milhões de euros (US$ 128,5 milhões) no terceiro trimestre, de 78 milhões de euros no mesmo período do ano passado. Analistas haviam previsto um lucro líquido ajustado de 92,1 milhões de euros. O lucro líquido ajustado aos custos de reposição, que exclui os efeitos voláteis dos estoques, é o dado mais observado pelos analistas.

De acordo com a Galp, o lucro operacional ajustado ao custo de reposição subiu para 136 milhões de euros no terceiro trimestre, de 104 milhões de euros no mesmo período do ano passado. As margens de refino se recuperaram consideravelmente, de US$ 0,60 por barril no terceiro trimestre de 2009 para US$ 2,1 por barril no mesmo período de 2010, impulsionando os resultados da companhia portuguesa.

A exploração e a produção da Galp foram impulsionadas pela produção em teste no campo offshore (fora do continente) de Tupi, no Brasil, e pelo leve aumento da produção em Angola. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoGalpPetrobraslucrobalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.