Posco corta em 14% preço do aço inoxidável para proteger mercado

A siderúrgica sul-coreana Posco, quarto maior grupo produtor de aço do mundo, informou na sexta-feira que reduziu os preços do aço inoxidável em até 14 por cento, no segundo corte de preços em seis meses. A medida foi tomada para proteger o mercado interno e refletir a queda nos custos com insumos e demanda fraca, informou a companhia. "A medida é uma resposta às importações de produtos inoxidáveis mais baratos do Japão e de Taiwan bem como para refletir a queda nos preços do ferro cromo", informou a Posco. A siderúrgica tem reduzido preços e produção de aço inoxidável desde o terceiro trimestre do ano passado, diante de adiamento de compras de clientes por causa das expectativas de preços menores. Mas a Posco teve de aumentar os cortes de produção no quarto trimestre, reduzindo a atividade em 38 por cento em relação aos três meses anteriores por causa da crise econômica global. O aço inoxidável é usado em desde talhares a máquinas e aeronaves. A Posco informou que os preços de laminados a quente de aço inoxidável vão cair em 500 mil wons, ou 14 por cento, para 3,15 milhões de wons (2.287 dólares), e que produtos laminados a frio também vão ter o preço reduzido em 500 mil wons, ou 13 por cento, para 3,42 milhões de wons. (Por Miyoung Kim)

REUTERS

06 de fevereiro de 2009 | 10h02

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAPOSCOPRECOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.