Positivo investe R$ 10 mi para ampliar fabricação de PCs

A Positivo Informática está ampliando em 15,2% sua capacidade de fabricação de computadores, de 330 mil unidades por mês para 380 mil. A ampliação inclui principalmente a aquisição de novas linhas de produção de notebooks. O investimento, de R$ 10 milhões, estava previamente orçado e sua execução dependia da evolução da demanda.

EQUIPE, Agencia Estado

24 de agosto de 2010 | 09h22

"A Positivo Informática decidiu pela realização dos investimentos, considerando-se a sólida conjuntura do mercado de PCs brasileiro e suas boas perspectivas, especialmente no mercado de varejo - segmento em que a companhia é líder absoluta há 23 trimestres ininterruptos e que deverá apresentar uma taxa de crescimento anual composta de 16,2% entre 2010 e 2014, segundo a IDC (International Data Corporation)", informou a empresa em nota.

A área construída do parque fabril da Positivo em Curitiba será ampliada em 44,5%, para 57,4 mil m², já prevendo a possibilidade de novas ampliações no futuro. A operação no novo nível de capacidade deve se dar antes do fim do quarto trimestre, segundo a empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.