Denis Balibouse/Reuters
Denis Balibouse/Reuters

Se aprovada, fusão entre Dow e DuPont criará gigante no setor de químicos

Negócio deve passar por longo processo de regulação antitruste do governo dos EUA; fusão dará origem a uma empresa com valor de mercado de mais de US$ 130 bilhões

O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2015 | 10h33

NOVA YORK - A possível fusão entre a DuPont e a Dow Chemical criaria uma empresa gigante no setor de químicos, que se expande para os setores de materiais e agricultura. Dessa forma, qualquer transação deve passar por um processo detalhado e longo de avaliação de órgãos reguladores antitruste do governo dos Estados Unidos. A fusão das duas companhias norte-americanas criaria uma empresa com valor de mercado de mais de US$ 130 bilhões, com base nos preços das ações na quarta-feira. Provavelmente, isso atrairia reclamações de agricultores e de outros consumidores, preocupados com a concentração do mercado.

Ainda assim, o acordo poderia ser aprovado, segundo alguns analistas, porque a Dow Chemical e a DuPont não competem diretamente em muitos produtos e podem vender ativos de alguns segmentos em que há sobreposição, como semente de milho por exemplo.

"Nos últimos 10 anos, as companhias não foram realmente concorrentes", afirmou Jonas Oxgaard, analista da Sanford C. Bernstein. A Dow e a DuPont "eram duas das maiores rivais no setor de químicos, mas seguiram por caminhos completamente diferentes". 

A Dow Chemical e a DuPont estão discutindo uma "fusão entre iguais", que resultaria em uma empresa combinada, dividida em três segmentos, um de agricultura, outro de plástico e outros químicos e uma divisão de produtos especiais, como enzimas, de acordo com o The Wall Street Journal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.