Preço à vista do minério para entrega à China atinge máxima em quase 1 ano

Rali, conduzido pela recomposição dos estoques no país antes do Ano Novo Lunar, provocou uma alta de 32% dos preços do minério de ferro

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

28 de janeiro de 2011 | 08h42

Os preços do minério de ferro no mercado à vista (spot, em inglês) para entrega à China alcançaram nesta sexta-feira, 28, seu maior nível desde abril de 2010 - de US$ 191 a tonelada -, de acordo com dados da Metal Bulletin.

O rali, conduzido pela recomposição dos estoques na China antes do Ano Novo Lunar, provocou uma alta de 32% dos preços do minério de ferro, após recuarem em setembro, à medida que as siderúrgicas foram aumentando a produção para atender a forte demanda da indústria automotiva, de eletrodomésticos e outros setores, juntamente com o desempenho surpreendentemente saudável das exportações de aço do país.

O consumo de aço da China deverá provavelmente aumentar 8% neste ano, para 630 milhões de toneladas, afirmou Judy Zhu, analista do Standard Chartered.

Segundo analistas, as siderúrgicas estão recompondo seus estoques, não somente de minério de ferro, mas também de produtos siderúrgicos, para atender a demanda doméstica e do exterior.

"As exportações de aço estão indo muito bem", afirmou Henry Liu, diretor regional de pesquisa de commodities da Mirae Asset Securities em Hong Kong. "Isso é inesperado, mas em dezembro os preços do aço no exterior estavam de fato mais altos que os preços no mercado doméstico, e muitas encomendas começaram a aparecer", acrescentou Liu.

No entanto, a demanda doméstica ainda corresponde pela maior parte do atual rali dos preços do minério de ferro, afirmaram analistas.

A produção de aço da China deverá subir para 670 milhões de toneladas em 2011, entrando num novo território depois de atingir o maior patamar histórico em 2010, de 627 milhões de toneladas, destacou Henry Liu.

O preço spot do Metal Bulletin é estipulado para a tonelada seca do minério de ferro com 63,5% de teor de ferro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
minério de ferroChinapreçosdemanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.