VALÉRIA GONÇALVEZ/ESTADÃO
VALÉRIA GONÇALVEZ/ESTADÃO

Preço baixo faz Tivit desistir de IPO na B3

Empresa de tecnologia da informação só encontrou demanda ao preço de R$ 35 por ação, bem abaixo do piso previsto, de R$ 43

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 00h06

A empresa de tecnologia da informação Tivit decidiu cancelar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). Mesmo após ter encontrado demanda ao preço de R$ 35 – bem abaixo do piso previsto, de R$ 43 –, a companhia decidiu suspender sua abertura de capital.

++Tivit encontra resistência e investidores pedem preço mais baixo para IPO

No ano, esta é a terceira oferta a ser cancelada. Além de Tivit, a locadora de automóveis Unidas desistiu do seu IPO no início do ano e a Ser Educacional cancelou sua oferta subsequente – a última, porém, estava com precificação marcada na mesma semana em que eclodiu a delação dos executivos da JBS, o que trouxe muita instabilidade ao mercado.

++Ibovespa completa 6 pregões seguidos de queda com perda acumulada de 3,21%

Nesta semana, outras definições de preço foram pressionadas, como a da empresa de alimentos Camil, que só saiu após redução de valor, e a do Magazine Luiza, oferta subsequente precificada a R$ 65. A Camil, que estreou nesta quinta-feira, 28, foi a sétima abertura de capital na B3 neste ano.

LEIA TAMBÉM Governo anuncia que saques do PIS/Pasep começam em 19 de outubro

Apesar da desistência da Tivit, a expectativa é de aumento de volume das ofertas de ações. Até o momento, o giro já soma R$ 28 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.