Preço do minério da Vale tende a ficar próximo do atual no mercado à vista

Segundo o mercado, houve retração de 8% a 13% nos valores contratuais do minério fechados para o quarto trimestre

Chiara Quintão, da Agência Estado,

28 de outubro de 2010 | 16h20

O diretor presidente da Vale, Roger Agnelli, afirmou hoje que a tendência para o preço do minério de ferro é oscilar em torno dos valores atuais da commodity no mercado à vista (spot) chinês. "Não se pode dizer hoje se a variação para o primeiro trimestre de 2011 vai ser positiva ou negativa", disse Agnelli. Segundo o mercado, houve retração de 8% a 13% nos valores contratuais do minério fechados para o quarto trimestre.

Em 1º de abril, começou a vigorar o novo sistema de precificação do minério, baseado em reajustes trimestrais, substituindo o modelo anual, utilizado até o ano passado. No novo sistema, os reajustes são calculados a partir da média das cotações da commodity no mercado à vista (spot) chinês durante três meses, com um mês de defasagem, por meio de um indexador, como o da consultoria Platts.

Agnelli acrescentou que a China está "dando oportunidade para manter o mundo rodando". "A China tem sido a locomotiva de crescimento, que tem mitigado os efeitos fortíssimos de recessão da Europa e dos Estados Unidos. Não só eu tenho que rezar para a China, mas todo mundo tem que rezar para o país continuar crescendo. Não vejo a China saindo do trilho", disse. 

Tudo o que sabemos sobre:
ValeAgnelliminérioferro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.