Preço dos presentes de Natal em 2012 sobe menos que inflação, diz FGV

Dos 27 itens analisados, 21 ficaram abaixo da inflação, um ficou no mesmo nível e cinco subiram mais que a inflação 

Agência Estado,

18 de dezembro de 2012 | 10h34

SÃO PAULO - O preço dos presentes de Natal subiu, em média, 1,02% entre janeiro e dezembro deste ano, abaixo da inflação verificada no mesmo período, de 5,73%, de acordo com levantamento feito pelo economista André Braz, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Dos 27 itens analisados, 21 ficaram abaixo da inflação, um ficou no mesmo nível e cinco subiram mais que a inflação. Como base de comparação, a pesquisa considera a variação do Índice de Preços ao Consumidor - 10 (IPC-10) este ano.

Segundo a pesquisa divulgada nesta terça-feira (18), o preço das roupas masculinas avançou 1,14% de janeiro a dezembro de 2012, enquanto o das femininas e das infantis subiu um pouco mais: 2,86% e 2,48%, respectivamente. O valor dos itens cinto e bolsa teve alta de 1,53% e o do perfume, de 1,94%. Os calçados masculinos subiram no mesmo nível da inflação: 5,73%.

Há itens, no entanto, que tiveram variação negativa de janeiro a dezembro, como é o caso de aparelho de DVD e Blu-Ray (-8,83%), de aparelho de som (-6,92%), televisão (-6,48%), geladeira e freezer (-5,97%) e máquina de lavar roupas (-5,86%). Porém também há vilões na lista de presentes. É o caso da boneca (8,52%), dos calçados infantis (8,24%), das bijuterias em geral (7,21%) e dos artigos esportivos (7,16%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.