Preço imóveis em 20 cidades dos EUA recua 0,2% em agosto

Preços das residências nas 10 maiores áreas metropolitanas dos EUA recuaram 0,1% em agosto

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

26 de outubro de 2010 | 11h26

Os preços dos imóveis nos Estados Unidos recuaram em agosto, na comparação com julho, encerrando a uma sequência mensal de aumentos, uma vez que os efeitos da expiração do crédito fiscal do governo continuaram a diminuir, segundo a pesquisa S&P/Case-Shiller.

Os preços das residências nas 10 maiores áreas metropolitanas dos EUA recuaram 0,1% em agosto, na comparação com julho, enquanto os preços dos imóveis nas 20 maiores áreas metropolitanas declinaram 0,2%. Ajustados a fatores sazonais, os preços das residências nas 10 maiores áreas metropolitanas do país caíram 0,2% e o das 20 maiores áreas metropolitanas cederam 0,3%.

Na comparação com agosto de 2009, os preços das residências em 10 cidades subiram 2,6%, enquanto os preços em 20 cidades aumentaram 1,7%.

Os preços dos imóveis tinham subido desde abril, impulsionados pela expiração do programa de crédito fiscal, que levou ondas de pessoas a comprar casas antes da sua expiração. O crescimento desacelerou nos últimos meses, uma vez que os efeitos do benefício diminuíram. Antes dos preços começarem a aumentar, eles tinham recuado durante seis meses seguidos.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
imóvelEUACase-Shillerresidência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.