Preços ao produtor na Alemanha sobem 5,3% em 2010, acima das previsões

Leitura anual do índice de dezembro foi a mais alta desde outubro de 2008, quando houve aumento de 7,3%

Hélio Barboza, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 08h37

Os preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha continuaram sua espiral de alta em dezembro, acima das expectativas dos economistas, uma vez que os preços da energia puseram pressão altista adicional sobre o índice principal. Em dezembro, a inflação no atacado da Alemanha foi de 0,7% sobre o mês anterior, e de 5,3% sobre dezembro de 2009, de acordo com o Escritório Federal de Estatísticas (Destatis).

Os dados ficaram acima do aumento médio previsto pelos economistas consultados numa pesquisa da Dow Jones, que era de 0,5% no mês e 5,1% no ano. A leitura anual de dezembro foi a mais alta desde outubro de 2008, quando houve aumento de 7,3%, informou o Destatis.

Em novembro, os preços ao produtor haviam subido 0,2% no mês e 4,4% na comparação com o mesmo mês de 2009.

O Destatis disse que "os aumentos do preço da energia tiveram o maior impacto sobre a taxa anual em dezembro". Segundo o órgão, excluindo os voláteis preços da energia, os preços ao produtor subiram 0,5% no mês e 3,6% sobre os de dezembro de 2009. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhainflaçãoatacadoprodutor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.