Preços de imóveis na Espanha caem 15,2% no 3º trimestre

A queda dos preços dos imóveis é um sinal de que a crise no setor, há cinco anos no centro dos problemas econômicos do país, vai continuar provocando dores de cabeça 

Lucas Hirata, da Agência Estado,

14 de dezembro de 2012 | 09h14

MADRI - Os preços dos imóveis na Espanha caíram em média 15,2% no terceiro trimestre deste ano, ante o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No segundo trimestre houve declínio de 14,4% em relação aos mesmos meses de 2011.

A queda dos preços dos imóveis no terceiro trimestre é um sinal de que a crise no setor, que está há cinco anos no centro dos problemas econômicos do país, vai continuar provocando dores de cabeça para o governo, os bancos e as famílias no ano que vem.

Os preços de moradias usadas recuaram 16,7% nos meses entre julho e setembro deste ano e os preços dos novos imóveis caíram 13,6%, informou o INE. São as taxas mais baixas desde o início da série, em 2007, apontou a agência.

O índice de preços de imóveis ficou em 70,2 no terceiro trimestre, com queda de 3,8% ante o segundo trimestre. Os preços das moradias na Espanha declinaram 12,6% nos primeiros três meses de 2012 e 11,2% no último trimestre de 2011. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.