Prejuízo da controladora da AA cai para US$ 436 mi

O prejuízo da AMR Corp., controladora da American Airlines, diminuiu no primeiro trimestre deste ano para US$ 436 milhões (US$ 1,31 por ação), em comparação com o prejuízo de US$ 505 milhões (US$ 1,52 por ação) registrado no mesmo período do ano passado. A receita subiu 9,2%, para US$ 5,53 bilhões.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 18h53

Excluindo itens extraordinários, o prejuízo caiu para US$ 1,21 por ação, de US$ 1,36 por ação um ano antes. Os resultados foram melhores do que as previsões dos analistas ouvidos pela Thomson Reuters, que esperavam prejuízo de US$ 1,32 por ação e receita de US$ 5,5 bilhões.

A AMR Corp. deu início à nova rodada de balanços trimestrais de companhias do setor aéreo, que vem em meio ao aumento dos custos dos combustíveis em razão do maior preço do petróleo. Os gastos da AMR Corp. com combustível cresceram 25% no primeiro trimestre. A receita por passageiro por assento disponível, uma medida de receita importante para o setor, subiu 5%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoAMRAmerican Airlines

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.