Prejuízo da LLX sobe 968,2% no 2º trimestre, para R$ 73,6 milhões

No mesmo período do ano passado, a empresa registrou perda de R$ 6,89 milhões; pesou para o resultado a compra de um terreno onde estava prevista a construção do Porto Brasil, em Peruíbe

Marcelo Ribeiro Silva, da Agência Estado,

15 de agosto de 2013 | 08h18

SÃO PAULO - A LLX Logística registrou prejuízo líquido de R$ 73,61 milhões no segundo trimestre de 2013, aumento de 968,2% ante o mesmo período do ano passado, quando registrou perda de R$ 6,89 milhões.

O resultado negativo teve contribuição da constituição de provisão para perda de R$ 41,8 milhões na LLX Brasil, referentes aos valores já desembolsados na compra do terreno onde estava prevista a construção do Porto Brasil, em Peruíbe.

Também pressionou o resultado a receita extraordinária não operacional de aproximadamente R$ 11 milhões na LLX Minas Rio, referente ao ajuste de contabilização de despesas que passaram a ser contabilizadas como investimento.

A LLX teve despesas operacionais de R$ 76,280 milhões no segundo trimestre de 2013, 156,2% maiores do que em igual intervalo de 2012.

A receita líquida de aluguel totalizou R$ 14,27 milhões entre abril e junho deste ano, com crescimento de 19,9% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.