Prejuízo da OSX cresce 25% no 2º trimestre e atinge R$ 191,4 milhões

A empresa naval do grupo do empresário Eike Batista informou um endividamento consolidado em 30 de junho de 2014 de R$ 4,9 bilhões, sendo a maior parte (85,7%) de curto prazo

Reuters

13 de agosto de 2014 | 18h44

Em recuperação judicial, a empresa do setor naval OSX, do grupo do empresário Eike Batista, informou nesta quarta-feira prejuízo líquido de R$ 191,4 milhões no segundo trimestre, 25% a mais que as perdas de R$ 152,7 milhões registradas no mesmo período do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) foi negativo em R$ 66,8 milhões no segundo trimestre, ante R$ 100 milhões negativos no mesmo período de 20013.

A empresa, que também realiza afretamentos de plataformas para o setor de petróleo, informou endividamento consolidado em 30 de junho de 2014 de R$ 4,979 bilhões, sendo 85,7% de curto prazo e 14,3% de longo prazo.

"A OSX vem negociando as condições de seus empréstimos e financiamentos, buscando adequá-los ao seu plano de Recuperação Judicial", disse em nota sobre os resultados.

Tudo o que sabemos sobre:
osxeike batista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.