Prejuízo da ThyssenKrupp sobe a 64 milhões de euros

O conglomerado alemão ThyssenKrupp teve prejuízo líquido de 64 milhões de euros (US$ 87,6 milhões) em seu primeiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro, em comparação com o prejuízo de 1 milhão de euros registrado em igual período do ano anterior.

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2014 | 07h17

Ainda assim, a companhia conseguiu mais que dobrar o seu lucro operacional no período. Encomendas robustas nos negócios de bens de capital da empresa, incluindo elevadores e instalações industriais, determinaram essa melhora.

A companhia reduziu significativamente as suas perdas na unidade Steel Americas, que decidiu vender parcialmente em dezembro. Um real mais fraco que estimulou as exportações de aço para a América do Norte, a melhor utilização das fábricas e os preços mais elevados de aço ajudaram a reduzir as perdas.

O Ebitda (lucro antes de despesas, amortizações, juros e impostos) da ThyssenKrupp mais que dobrou, para 247 milhões de euros no primeiro trimestre fiscal. Já a receita líquida recuou 1% no período, a 9,1 bilhões de euros. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
alemanhaThyssenKruppprejuízo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.