'Preocupação como curto prazo não é nossa', diz Ghosn

A preocupação com o curto prazo, com a economia brasileira crescendo pouco, não interfere os planos de investimento da Nissan, que mira os próximos dez anos, afirmou na tarde desta terça-feira, 15, o presidente mundial da Renault e da Nissan, Carlos Ghosn. "A preocupação com o curto prazo não é nossa. É para aqueles que têm uma participação maior", disse Ghosn, em entrevista coletiva após a inauguração do complexo industrial da Nissan, em Resende, no lado fluminense do Vale do Paraíba. O executivo reconheceu que o comportamento de curto prazo da economia é "desapontador". "A curto prazo, há uma pequena decepção sobre a taxa de crescimento do Brasil", disse Ghosn.

VINICIUS NEDER, Agencia Estado

15 de abril de 2014 | 14h52

Tudo o que sabemos sobre:
NissanResende

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.