Preocupa??o com cr?dito retorna e derruba Wall Street

As bolsas de valores dos EstadosUnidos voltaram a fechar em queda nesta ter?a-feira, em rea??o? volta das preocupa??es com a deteriora??o do mercado decr?dito ap?s not?cias de outra baixa no setor de hipotecas. O ?ndice Dow Jones, refer?ncia da bolsa de Nova York,recuou 1,10 por cento, para 13.211 pontos. O term?metro detecnologia Nasdaq caiu 1,43 por cento, para 2.546 pontos. O?ndice Standard & Poor''s 500 teve desvaloriza??o de 1,26 porcento, a 1.455 pontos. As a??es haviam subido na segunda-feira e na primeirametade desta sess?o, mas o al?vio acabou quando a American HomeMortgage Investment afirmou que pode ter que liquidar ativos.As a??es da financiadora de hipotecas ca?ram 90 por cento. Os investidores continuaram sens?veis ?s not?cias sobre apiora das condi??es de cr?dito, que abateram os mercados nasemana passada. A preocupa??o com o setor fez o S&P cair 3,2por cento em julho, pior performance mensal em tr?s anos. O DowJones caiu 1,5 por cento no m?s e o Nasdaq, 2,2 por cento. A qualidade relativamente alta dos empr?stimos fornecidospela American Home Mortgage deixou os investidores nervosos,disse Sam Rahman, gestor de portf?lio da Baring AssetManagement. "Essa foi a grande not?cia que abalou o mercado hoje. Est?aumentando a preocupa??o com todo o setor de hipotecas porque aAmerican Home Mortgage realmente n?o tinha nada a ver comcr?dito de risco", disse. "O fato de eles estarem enfrentando problemas para sedesfazer de parte da d?vida significa que essa quest?o ? maiordo que se teme", acrescentou. Na sess?o desta ter?a-feira, a alta dos pre?os do petr?leonos Estados Unidos, que fechou na marca hist?rica de 78,21d?lares por barril, tamb?m ajudou a deixar os investidoresnervosos. Mais cedo, o mercado foi sustentado por dados econ?micosmelhores que o esperado. O n?cleo do ?ndice de gastos pessoais,indicador de pre?os preferido do Federal Reserve, mostroudesacelera??o da infla??o, e a confian?a do consumidor deacordo com o Conference Board atingiu o maior n?vel em quaseseis anos. (Por Caroline Valetkevitch)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.