Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Presidente da BHP leva caso de compra da Rio para investidores

A BHP Billiton levou seu caso de comprada rival Rio Tinto para grandes investidores nestaquinta-feira, afirmando que uma aliança pode capturar mercadosmelhores nas economias asiáticas de rápida industrialização. O presidente-executivo Marius Kloppers disse a 400 clientesgrandes do UBS, durante reunião em Sydney, que a compra da Rio,estimada em 170 bilhões de dólares, criaria uma empresa comcontrole de 20 por cento do mercado de minério de ferro naChina e grande potência em carvão, cobre e outras commoditiesprocuradas no país. "O século 21 será o século da Ásia. A BHP de fato se vê nofront desse momento", apontou Kloppers. A China já detém metade de todas as minas de ferro da BHP,mas equilibra isso com pedidos da Rio, bem como da Vale epequenas mineradoras da Índia outros países. A indústria do aço chinesa, a maior do mundo,freqüentemente disputa com a BHP acerca das taxas de frete dominério de ferro durante as negociações anuais de preço. Kloppers aplicou justificativa similar para promover o fimda fusão entre grandes instituições que detém cerca de 70 porcento das ações da BHP. O executivo colocou que a BHP espera apresentar documentopara os acionistas da Rio tinto até o final do ano, ficandopendentes as aprovações de agências antitruste na UniãoEuropéia e outros. A Rio rejeitou a oferta de 3,4 ações da BHP para cada umada Rio, por considerá-la muito baixa. (Reportagem de James Regan)

REUTERS

12 de junho de 2008 | 11h10

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIABHPRIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.