Presidente da Infiniti, marca de luxo da Nissan, deixará cargo

O presidente da Infiniti, marca de luxo da Nissan Motor, está deixando o cargo dois anos após ter se juntado à montadora japonesa, divulgou uma porta-voz nesta sexta-feira.

REUTERS

11 de julho de 2014 | 08h43

Johan de Nysschen, um sul-africano e ex-executivo da Audi, apresentou sua demissão e vai deixar a empresa neste mês para ir para os Estados Unidos, disse a porta-voz da Infiniti Karin Zhang.

Andy Palmer, vice-presidente de planejamento da Nissan e presidente do Conselho da Infiniti, vai assumir como presidente da marca de luxo até a Nissan encontrar um sucessor para Nysschen, afirmou Zhang.

De Nysschen, de 54 anos, tem mantido conversas com a General Motors sobre a possibilidade de se juntar à marca de luxo Cadillac, divulgou a Automotive News mais cedo nesta sexta-feira, citando fontes.

De Nysschen, que trabalhou na Audi por 19 anos antes de entrar para a Infiniti em 2012, estava liderando os esforços da marca para renovar seu design para impulsionar as vendas.

(Por Yoko Kubota)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSNISSANGESTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.